Grupo de Estudos Theria

Em destaque

  • Mapa

    Mapa com ocorrências de espécies registradas pela equipe do GETH.
  • Zotero

    Uma ferramenta completa para importar, gerenciar e citar fontes bibliográficas de uma maneira segura, eficaz e rápida. Um tutorial básico traduzido e adaptado da Universidade da California (UC (...)

Atualidades

  • Espécie de serpente apresenta forma original de escalar árvores

    Pesquisadores americanos acabam de publicar um artigo na revista Current Biology (11 de janeiro de 2021) descrevendo uma nova maneira de escalar árvores de uma serpente. E sugerem, com este trabalho, que o movimento apresentado pela espécie Boiga irregulares aumenta a variedade de formas de deslocamento apresentadas por este grupo de animais. Boiga irregulares ocorre em várias ilhas do sudeste asiático e na Oceania e é considerada uma espécie invasora podendo ter causado o declínio de várias espécies de aves endêmicas em algumas ilhas. Provavelmente a forma peculiar e eficaz de subir em árvores tenha favorecido o comportamento predatório da serpente. Para escalar, a serpente contorna o tronco vertical de uma árvore com o seu corpo fino e comprido e cria literalmente um laço, que se transforma em ponto de apoio para que o restante do corpo, através de pequenas ondulações, consiga subir. É por isso que o movimento, batizado pelos autores do artigo científico, é chamado de «locomoção do laço» (lasso locomotion, en inglês).

    Ver online : Lasso locomotion

  • Vespas com martelos nas pontas das antenas?

    Uma característica muito curiosa de algumas espécies de vespas da sub-família Cryptinae, incluindo Cryptanura sp., é que as extremidades de suas antenas são modificadas e possuem estruturas parecidas com martelos que são utilizadas para «bater» no substrato e encontrar suas presas. É um tipo de ecolocalização através de meio sólido. Assim, as vespas fêmeas podem identificar facilmente larvas de besouros, por exemplo, que vivem dentro de troncos.

    Veja os detalhes da ponta das antenas de algumas espécies de vespas [1]. Esta foto foi publicada no livro «Evolutionary Biology–Concepts, Molecular and Morphological Evolution».

    Detalhes de pontas de antenas de vespas Cryptinae


    [1Laurenne, N., & Quicke, D. L. (2010). Antennal hammers: echos of sensillae past. In Evolutionary Biology–Concepts, Molecular and Morphological Evolution (pp. 271-282). Springer, Berlin, Heidelberg.

  • Formiga foguete!

    Uma das formigas mais rápidas do mundo vive no deserto do Saara. A espécie diurna Cataplyphis bombycina é capaz de se deslocar a uma velocidade de 0,855 metros por segundo. Na prática, ela se move o equivalente a 108 vezes seu comprimento corporal por segundo. Os autores observaram que em sua velocidade máxima, a formiga é capaz de cobrir uma distância de 85,5 cm por segundo com 47 passadas, mais de 10 vezes a taxa de passadas de Usain Bolt (guardando as devidas proporções, obviamente). Além de praticamente voar sobre as areias escaldantes do deserto, esta espécie possui pelos prateados ao longo de toda a superficie do corpo que ajudam a refletir os raios solares.

    Ver online : Formiga super veloz do deserto do Saara

Últimas matérias

junho de 2021 :

Sem eventos neste mês

maio de 2021 | julho de 2021

Video